Contas públicas

PSD abre a porta a explicações do Governo a “desvio colossal”

Passos Coelho mencionou o "desvio colossal" numa reunião do Conselho Nacional do PSD
Foto
Passos Coelho mencionou o "desvio colossal" numa reunião do Conselho Nacional do PSD Nuno Ferreira Santos (arquivo)

O deputado do PS Vitalino Canas levantou a hipótese de o Governo ir à Assembleia da República explicar melhor o “desvio colossal” nas contas públicas que Pedro Passos Coelho mencionou numa reunião do Conselho Nacional do PSD. O deputado do PSD Pedro Pinto não gostou do tom usado por Vitalino, mas admitiu explicações adicionais.

“Já foi dada uma explicação genérica. Penso que deve ser aprofundada e devemos ter o máximo de informação”, afirmou Pedro Pinto numa reunião da comissão parlamentar de acompanhamento das medidas do Programa de Assistência Financeira a Portugal.

Se Vitalino Canas acusou o Passos Coelho e o Governo de estarem a tentar usar o “desvio colossal” como “biombo” e “álibi” para justificar mais medidas de austeridade, o deputado social-democrata criticou a utilização desse tipo de linguagem no debate político.

Para o parlamentar socialista, as declarações do primeiro-ministro parecem dar a entender que "o Governo está já a preparar terreno para não cumprir os objectivos" acordados com a troika do FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu.