Futebol

FC Porto acusa Benfica de decalcar “propaganda nazi”

O apagão na Luz continua a dar que falar
Foto
O apagão na Luz continua a dar que falar Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters

Os “dragões” rejeitam em comunicado ter desligado a iluminação após o jogo da Taça de Portugal com os “encarnados” e admitem ter recusado entrar em campo na Luz com crianças equipadas à Benfica.

“Pode enganar-se toda a gente durante um certo tempo, pode mesmo enganar-se algumas pessoas todo o tempo, mas nunca se conseguirá enganar toda a gente sempre. Vem isto a propósito de mais uma mentira cirurgicamente posta a circular nos últimos dias pelo habitual ministério da propaganda com o simples objectivo de limpar a imagem de quem não tem vergonha e, ao mesmo tempo, manchar a imagem do FC Porto”, começa o comunicado divulgado nesta quarta-feira pelo FC Porto.

Num texto intitulado “Os mentirosos”, os “dragões” contestam a “propaganda que na noite de segunda-feira chegou ao programa Dia Seguinte da SIC Notícias e que ontem [terça-feira] prosseguiu no programa Trio de Ataque da RTPN”: “que o FC Porto apagou a iluminação do Estádio do Dragão logo após o final do jogo com o Benfica, para a Taça de Portugal, disputado a 2 de Fevereiro, com o objectivo de impedir os jogadores adversários de festejarem a vitória com os seus adeptos”.

“É mentira e quem o diz, caso não se retrate, só tem um nome: mentiroso. O objectivo, está bom de ver, é mitigar os efeitos da transformação do Estádio da Luz no Estádio das Trevas no último domingo. Correu-lhes mal, queriam impedir a festa, mas apenas a tornaram ainda mais inesquecível e planetária, tantas as notícias que correram o mundo, porque, como diz o outro, para alguns ‘o fair play é uma treta’”, prossegue o FC Porto.

“Já não há pachorra para estas mentiras sucessivas, num decalque da propaganda nazi que acreditava que uma mentira repetida mil vezes se tornava verdade. Não torna, nunca tornará, e o FC Porto não permitirá que uns quaisquer que não sabem perder – apesar da vasta experiência na matéria – possam beliscar o clube que tanto invejam”, acrescentam ainda os “dragões”.

No mesmo comunicado, o FC Porto admite ter recusado entrar em campo na Luz com crianças equipadas à Benfica. A razão, explica o clube, é que “sempre que se fazem este género de iniciativas, equipam-se as crianças com os equipamentos dos dois clubes e cada um entra em campo com as crianças com as cores adversárias. O Benfica recusou-o, como confirmou através da chamada telefónica que fez ontem para o programa Trio de Ataque”.