Tentaram apunhalar Mourinho na Corunha

Foto
Mourinho vai ter mais segurança nas deslocações do Real Madrid Foto: Francisco Bonilla/Reuters

A notícia é avançada nesta sexta-feira pela rádio espanhola “Cadena SER”: um dos guarda-costas que protege José Mourinho nas deslocações do Real Madrid foi agredido com um objecto cortante, no aeroporto de Alvedro, na Corunha. O elemento da segurança sofreu um corte na zona da axila, feito com um objecto cortante, e o clube acredita que o alvo era o técnico português.

Os acontecimentos remontam à sexta-feira da semana passada. O Real Madrid foi recebido no aeroporto da Corunha por um grande número de adeptos e Mourinho deteve-se alguns instantes para dar autógrafos. O guarda-costas colocou-se junto dele, e nesse momento sentiu um corte na zona da axila. Já no autocarro da equipa, verificou que tinha uma ferida.

As câmaras de segurança do aeroporto gravaram a agressão e identificaram um indivíduo de grande estatura como presumível autor.

José Mourinho apenas hoje ficou a saber do sucedido, tendo-se mostrado muito preocupado pela sua integridade física, escreve o diário desportivo espanhol “As”.

Segundo o mesmo jornal, o Real Madrid optou por abafar o sucedido para evitar mais uma preocupação para o treinador português. Nesta sexta-feira comunicaram-lho oficialmente, tendo também reforçado a segurança em torno dele nas deslocações da equipa.