Liga espanhola

Di María salva Real Madrid com golo de antologia

Di María festeja. E bem o faz: o seu golo foi fundamental
Foto
Di María festeja. E bem o faz: o seu golo foi fundamental Foto: Andrea Comas/Reuters

Reduzido a dez jogadores por expulsão (injusta) com duplo amarelo de Ricardo Carvalho, equipa de Mourinho só marcou ao Sevilha a 13 minutos do fim. Madridistas continuam a dois pontos do Barcelona.

José Mourinho sofreu a bom sofrer no banco do Santiago Bernabéu. E os adeptos do Real também. Frente a um Sevilha (adversário do FC Porto na Liga Europa) renascido dos maus resultados dos últimos tempos, o golo salvador só apareceu a 13 minutos do fim – e pelo pé esquerdo de Di María. O triunfo por 1-0 mantém a equipa de Madrid a dois pontos do líder Barcelona.

Mas para chegar ao golo, o Real lutou muito e jogou mal. E enfrentou um árbitro difícil. Dois lances de fora-de-jogo (mal) anulados, que deixavam jogadores madridistas isolados, um penálti não assinalado sobre Granero no segundo tempo e uma expulsão injusta de Ricardo Carvalho (aos 63 minutos), deixaram Mourinho furioso.

Até que aos 77 minutos, Di María “inventou” um golo. Na área, enfiou a bola pelo buraco da agulha e bateu Palop. Mourinho foi buscar Albiol e fechou a sua equipa, impermeável aos golos. Ronaldo correu muito mas apareceu pouco em jogo. E mantém um golo de vantagem sobre Messi (18-17) na lista dos melhores marcadores.

O Sevilha, com esta derrota, continua 11.º da tabela, a 23 pontos do Barcelona.

Veja o belo trabalho de Di María no golo