Cavaco oferece decantador a Obama, presidente dos EUA retribui com cópia de tratado de 1840

Na habitual troca de presentes que irá ocorrer por ocasião da visita de trabalho que o Presidente norte-americano realiza na sexta-feira a Lisboa, antes do início da Cimeira da NATO, o chefe de Estado português irá dar a Barack Obama um decantador em cristal desenhado pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira. Juntamente com o decantador serão também oferecidos ao Presidente norte-americano cálices oficiais de Vinho do Porto igualmente concebidos por Siza Vieira, juntamente com uma garrafa de Porto Vintage “Quinta do Noval” de 2008, ano em que Obama foi eleito.

Barack Obama receberá ainda uma pequena escultura em bronze representando o cão de água português – um cão desta raça foi oferecido às filhas Malia e Sasha - , da autoria do escultor Luís Valadares, e que integra uma colecção lançada pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Por seu lado, Obama irá oferecer ao seu homólogo português uma cópia emoldurada do primeiro tratado firmado entre os Estados Unidos e Portugal, o Tratado de Comércio e Navegação, assinado em 26 de Agosto de 1840.

O acordo, que estabelecia os termos em que decorriam as trocas comerciais, baseado nos princípios da liberdade de comércio e de reciprocidade, bem como da livre navegação entre os dois países, foi negociado por parte de Portugal e em nome da Rainha D. Maria II, pelo diplomata, escritor e dramaturgo Almeida Garrett.

O tratado, cujo original está depositado nos Arquivos Nacionais dos EUA, foi assinado em Washington, do lado norte-americano, pelo Secretário de Estado Daniel Webster, e, do lado português, pelo Embaixador de Portugal em Washington, Conselheiro Joaquim César de Figanière e Morão.

A troca de presentes entre Cavaco Silva e Barack Obama não será feita presencialmente entre os dois presidentes, durante o seu encontro no Palácio de Belém, ao final da manhã de sexta-feira, mas serão entregues por via protocolar.