Nova lei

Escritor Eduardo Pitta casou com companheiro

O escritor Eduardo Pitta casou ontem em Lisboa com o seu companheiro Jorge Neves, com quem vivia desde 1972. O casamento, que institucionaliza uma relação com 38 anos, realizou-se no edifício das conservatórias do registo civil. A testemunha de casamento de Eduardo Pitta foi a poeta Helga Moreira.

Eduardo Pitta é a primeira figura pública a divulgar publicamente a realização do seu casamento com uma pessoa do mesmo sexo desde que a lei que reconhece este contrato civil entrou em vigor a 7 de Junho passado. Para o próximo mês de Agosto está previsto o casamento civil entre o cientista Alexandre Quintanilha e o escritor Richard Zimler.

Escritor, poeta, ensaísta e crítico literário, Eduardo Pitta nasceu em Lourenço Marques, a 9 de Agosto de 1949. Homossexual assumido, Eduardo Pitta foi uma das figuras públicas que lutaram pelo reconhecimento do casamento entre pessoas do mesmo sexo integrando o Movimento pela Igualdade.

É autor do ensaio Fractura, em que analisa a projecção do homoerotismo e da homossexualidade de escritores portugueses na sua própria obra. Editado em 2003, Fractura é o primeiro trabalho feito em Portugal em que a homossexualidade é analisada ao nível da análise e do estudo do texto literário.

Eduardo Pitta é autor, entre outras obras de ficção e de poesia, dos contos Persona, editados em 2000 e reeditados em 2007, onde ficciona o processo que foi instaurado a vá- rios soldados portugueses pelo Estado português, por prática de homossexualidade durante a Guerra Colonial.