Líder do PCP votou em Loures

Europeias: Jerónimo de Sousa sublinha direito de voto como valor da democracia

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu hoje que o exercício do direito de voto "é um valor intrínseco" à democracia e afirmou esperar que o dia de eleição decorra com "serenidade democrática".

"Espero que seja um dia tranquilo, um dia bom. (...) é o momento em que cada um de nós tem o direito de escolha, de optar", afirmou Jerónimo de Sousa, acrescentando esperar que seja "um dia de serenidade democrática".

O líder do PCP, eleitor número 32 da freguesia de Santa Iria de Azóia, Loures, chegou à assembleia de voto, instalada no grupo desportivo de Pirescoxe, cerca da 11:00 e não teve que esperar, já que não havia qualquer fila.

Em declarações aos jornalistas, depois de depositar o seu voto na urna, Jerónimo de Sousa sublinhou que procurou "fazer tudo para combater a abstenção" e defendeu que o "exercício do direito ao voto é um valor intrínseco à democracia" que espera que "não se perca nunca".

Jerónimo de Sousa, que chegou acompanhado da família, com a neta ao colo, entregou o bilhete de identidade e o tradicional cartão de eleitor, apesar de já ter requerido o cartão de cidadão, que substitui vários documentos de identificação.

À saída, explicou: "estou há cinco meses à espera do cartão do cidadão. Vou usando o tradicional".