Regresso às vitórias após jogo em Alvalade

FC Porto goleia União de Leiria por 4-0

Jesualdo Ferreira volta às vitórias após a derrota em Alvalade há uma semana
Foto
Jesualdo Ferreira volta às vitórias após a derrota em Alvalade há uma semana Adriano Miranda

A eficácia de Ernesto Farias, coroada com dois golos, permitiu hoje ao FC Porto golear a União de Leiria por 4-0, na 18ª jornada da Liga de futebol, e regressar às vitórias depois da derrota com o Sporting.

Líder tranquilo e com mais 33 pontos do que a formação do Lis no início da partida, bastou aos portistas uma exibição de nível médio (comparativamente ao desempenho de Alvalade), mas muito eficaz, selada até ao intervalo com golos de Bosingwa (a bola desviou ainda em Farias, em posição irregular), Farias e Lisandro, aos 17, 24 e 44 minutos, respectivamente.

No segundo tempo, Farias - a grande figura do jogo - "bisou", aos 61 minutos, novamente a passe de Quaresma, aproveitando Jesualdo a goleada para estrear o jovem Castro e oferecer ainda minutos de competição a Adriano e Mariano Gonzalez.

A União de Leiria, "lanterna vermelha", com apenas oito pontos, até vinha da primeira vitória na época, mas a superioridade portista, por demais evidente nesta edição da Liga, não deixou escapar a 50ª vitória para o campeonato no Estádio do Dragão e a 14ª na totalidade dos jogos desta temporada na competição lusa.

Depois do jogo da 17ª ronda, Jesualdo Ferreira aproveitou o regresso a casa para retornar ao "4-3-3" habitual, com a novidade de Ernesto Farias a titular no ataque, "puxando" Lisandro para uma das alas e mantendo Quaresma no lado esquerdo.

De resto, o treinador portista apostou na habitual defesa com Bosingwa, Bruno Alves, Pedro Emanuel e Fucile, logo à frente do guarda-redes Helton, deixando o meio-campo a cargo do tridente Paulo Assunção, Raul Meireles e Lucho Gonzalez.

Do lado da União de Leiria, Vítor Oliveira, privado do goleador João Paulo (castigado) e ainda de Ferreira, chamou Marcelinho - reforço de Janeiro - à titularidade, escalonou Fernando para a baliza, Éder, Lukasiewicz, Éder Gaúcho e Laranjeiro para a defesa, ficando Arvid, Alhandra, Faria, Harison e Cadú Silva encarregues das tarefas do meio-campo.

"Mandão" em casa (apenas um empate cedido, com o Belenenses), o FC Porto entrou disposto a resolver cedo, com Lisandro em bom plano, e até introduziu a bola na baliza de Fernando, logo aos 37 segundos, mas Farias estava ligeiramente adiantado em relação à linha defensiva, facto que levou a equipa de arbitragem a anular bem a jogada.

Aos 17 minutos, no entanto, e depois de estar bem no lance inicial da partida, a equipa de arbitragem "borrou a pintura" ao validar o golo inaugural: Bosingwa correu desde o seu meio-campo, "puxou" para o meio e rematou forte com o pé esquerdo, mas a bola desviou em Farias - em posição irregular - e traiu o guarda-redes Fernando.

A União de Leiria respondeu com um livre de Harison, ligeiramente ao lado, aos 22 minutos, mas, aos 24, Quaresma libertou-se bem de Éder na esquerda e cruzou para o avançado Farias cabecear sem oposição para o segundo golo portista, também o seu segundo no campeonato.

O treinador da formação do Liz, hoje na bancada devido a castigo, viu Éder Gaúcho cabecear ao lado, aos 27 minutos, em nova ocasião para os forasteiros e, aos 44, "deitou aos mãos à cabeça" com o 14º golo de Lisandro na Liga, na sequência de um passe primoroso de Lucho.

Nos primeiros segundos da segunda parte, Marcelinho rematou forte para defesa complicada de Helton, na sequência de uma jogada rápida de contra-ataque e, aos 58 minutos, Lisandro teve o golo nos pés, valendo na ocasião a defesa pragmática de Fernando, após passe de Lucho, da esquerda.

Pouco depois, Quaresma tirou da "cartola" mais um daqueles cruzamentos que são "meio-golo" e ofereceu a Farias um "golão" de cabeça, o segundo na partida, aos 61 minutos.

O avançado foi depois substituído por Adriano para os aplausos, já depois de Mariano ter ocupado o lugar de Lucho e minutos antes do jovem Castro se estrear pelo plantel sénior do FC Porto em jogos da Liga portuguesa.