Nacionalistas do Kuomintang vencem legislativas em Taiwan

Foto
O Presidente Chen Shui-bian admitiu tratar-se do "pior revés" da história do seu partido Nicky Loh/Reuters

A oposição conquistou 81 dos 113 lugares do futuro Parlamento, segundo dados da Comissão Eleitoral, que se juntarão aos cinco conseguidos por pequenos partidos próximos do Kuomintang.

“Parece-me claro que as pessoas aspiram a uma mudança, após oito anos de sofrimento”, afirmou Ma Ying-jeou, candidato da oposição às eleições presidenciais, previstas para o final de Março.

O Partido Democrático Progressista, que em 1997 conseguiu destronar o histórico Kuomintang, sofreu uma derrota retumbante e não deverá conseguir eleger mais do que 27 na nova assembleia.

O Presidente Chen Shui-bian, fervoroso partidário da declaração de independência face à China (nunca oficializada apesar da separação institucional), disse tratar-se do “pior revés” da história do seu partido. O responsável admitiu “total responsabilidade” pelo desaire e anunciou a demissão “imediata” da chefia do DPP, depois de há meses se ter excluído da corrida eleitoral.