Presidente da Anafre critica gestão da floresta

Incêndios: Freguesias defendem emparcelamento da floresta

A Anafre defende uma gestão mais eficaz dos espaços florestais
Foto
A Anafre defende uma gestão mais eficaz dos espaços florestais Manuel Roberto/PÚBLICO

O presidente da Associação Nacional de Freguesias (Anafre), Armando Vieira, defendeu hoje a necessidade de o poder político "avançar rapidamente para o emparcelamento da floresta" como forma de combater os incêndios florestais.

Armando Vieira defende o reordenamento da floresta em emparcelamento como a "medida prioritária" de combate aos fogos florestais, alegando que "o tempo das courelas já deu o que tinha a dar".

Para Armando Vieira, é igualmente necessário e urgente que os pequenos agricultores e pequenos proprietários sejam esclarecidos sobre a importância de se associarem a fim de gerirem "de forma empresarial" os seus terrenos.

Segundo o presidente da Anafre, esta é a única forma de rentabilizar a floresta e geri-la "eficazmente", impedindo que seja devastada pelos incêndios.

O presidente da Associação Nacional de Freguesias mostrou-se igualmente disponível para que a organização que dirige inicie uma campanha de esclarecimento nesse sentido.

A distribuição de "kits de intervenção rápida" - constituídos por uma viatura com tanque - pelas juntas de freguesia, designadamente pelas rurais, é outra das medidas defendidas pelo presidente da Anafre.

Armando Vieira critica ainda a falta de utilização dos meios militares da Força Aérea no combate aos incêndios, bem como a falta de utilização dos meios humanos das Forças Armadas para combater o "flagelo que anualmente se abate sobre Portugal".

"Por que razão não estão a ser usados os meios militares da Força Aérea, bem como os seus recursos humanos disponíveis nos combates aos incêndios? E quem os está a travar e porquê?", são questões levantadas por Armando Vieira.

O autarca questiona ainda por que razão não está a ser efectuado um planeamento atempado da engenharia militar nos trabalhos de prevenção e combate aos fogos.