Investimento da organização ronda os 25 milhões

Câmara de Lisboa disponibiliza um milhão de euros para Rock in Rio

A Câmara Municipal de Lisboa disponibilizou um milhão de euros para o Rock in Rio-Lisboa, além da cedência do Parque da Bela Vista onde decorrerá o festival, revelou hoje o vereador das obras municipais, Pedro Pinto.

A três meses do início do Rock in Rio-Lisboa, Pedro Pinto referiu que o investimento da autarquia no evento é de um milhão de euros e que "até finais de Março ficarão concluídas as obras de infra-estruturas, desde vedação, saneamentos a electrificação".

Para responder à estimativa de cem mil pessoas por dia no festival, o vereador garantiu ainda que em matéria de assistência médica e segurança haverá uma conjunção de esforços de "todas as entidades", como bombeiros, Cruz Vermelha, PSP e GNR.

No entender de Pedro Pinto, a autarquia apoia o festival e a reabilitação do espaço do Parque da Bela Vista de modo a que este seja aproveitado para outros eventos. "Estamos a criar infra-estruturas e um modelo de segurança a pensar no futuro", rematou o vereador.

Na "Cidade do Rock", com mais de 200 mil metros quadrados, está prevista a instalação de um mini-hospital e de vários postos médicos, bem como a presença de agentes da PSP e segurança.

Já a organização do Rock in Rio vai investir 25 milhões de euros na concretização do festival em Lisboa, o primeiro do projecto brasileiro a realizar-se na Europa, como disse à Lusa a directora do festival, Roberta Medina.

Roberta Medina explicou que a equipa do Rock in Rio começará a fase de produção do festival na segunda quinzena de Abril e está convicta na venda dos 600 mil bilhetes. A directora adiantou que espera acolher 30 por cento de espectadores fora de Portugal.

O Rock in Rio Lisboa decorrerá entre 28 e 30 de Maio e entre 4 e 6 de Junho no Parque da Bela Vista. Os bilhetes, a um preço único de 53 euros por dia, estarão à venda a partir de segunda-feira.