Com o romance "Sinfonia em Branco"

Brasileira Adriana Lisboa vence Prémio Literário José Saramago

A escritora brasileira Adriana Lisboa é a vencedora da terceira edição do Prémio Literário José Saramago, com o romance "Sinfonia em Branco", foi hoje anunciado em Lisboa.

O galardão bienal, no valor de 25 mil euros, foi instituído pela Fundação Círculo de Leitores em 1999, um ano depois de José Saramago ter sido laureado com o Prémio Nobel da Literatura. O objectivo do prémio é a promoção da divulgação da cultura e do património literário em língua portuguesa, através do estímulo à criação e dedicação à escrita por jovens autores.

Na primeira edição foi premiado Paulo José Miranda, com "Natureza Morta", e na segunda, em 2001, foi distinguido José Luís Peixoto, por "Nenhum Lugar".

"Sinfonia em Branco" (2001) é o segundo romance de Adriana Lisboa, depois de "Os Fios da Memória" (1999).