Martim Moniz e Alcântara com trânsito condicionado

Pavimento de duas ruas de Lisboa abate

Na tarde de ontem, o piso da Rua da Prata abateu 20 centímetros ao longo de cinco metros
Foto
Na tarde de ontem, o piso da Rua da Prata abateu 20 centímetros ao longo de cinco metros António Cotrim/Lusa

Os pavimentos da Rua de São Lázaro, Martim Moniz, e da Rua Maria Pia, que Liga Alcântara ao Casal Ventoso, ambas em Lisboa, cederam esta tarde, obrigando ao condicionamento do trânsito nas respectivas zonas.

De acordo com o Regimento de Sapadores Bombeiros, no caso da Rua de São Lázaro o alerta foi dado pelas 13h30. O pavimento cedeu numa pequena extensão devido à ruptura de uma conduta da EPAL. Algumas das ruas situadas na zona sofreram inundações e a água atingiu a estação de Metro aí situada, indica a TSF.

O trânsito encontra-se limitado, estando já técnicos da empresa de águas, dos bombeiros e da Protecção Civil no local.

Na Rua Maria Pia, o abatimento do pavimento foi de maiores dimensões, desta vez devido a problemas numa conduta de águas pluviais. Também o trânsito foi cortado e vários técnicos foram mobilizados para o local.

Os dois incidentes ocorrem um dia depois do abatimento de vinte centímetros do piso ao longo de cinco metros da Rua da Prata.

Ao final da tarde de ontem, os técnicos da Câmara de Lisboa detectaram um espaço vazio debaixo da laje que existe no subsolo para reforçar o terreno e aguentar o peso dos eléctricos que atravessam toda a rua.

Cerca de 60 centímetros abaixo da laje situa-se uma conduta, com 2,85 metros de altura e 2,15 metros de largura, construída na época pombalina e reforçada há 18 anos com a finalidade de canalizar as águas da ribeira existente na Rua da Prata.

A autarquia espera restabelecer até amanhã a circulação na rua sinistrada, sendo que a Carris foi obrigada a alterar temporariamente a circulação de eléctricos e autocarros que passam naquela artéria.