Figo nomeado embaixador do Comité Português da Unicef

Foto
Figo afirmou sentir-se "honrado" com o convite para embaixador da Unicef Manuel Moura/Lusa

Luís Figo afirmou-se "honrado" com o convite e pelo facto de passar a estar associado ao Fundo para a Infância das Nações Unidas, para quem já trabalhou "indirectamente".

"A partir de hoje disponibilizo-me para ajudar a resolver alguns problemas que são importantes na nossa sociedade, difundir as mensagens da Unicef e chamar a atenção de quem governa o país e das grandes instituições para situações que ainda existem no século XXI", disse, citado pela Lusa.

Como maiores preocupações a nível mundial, o médio do Real Madrid e da selecção portuguesa, que a FIFA considerou o melhor jogador do Mundo em 2001, elegeu "a fome e a guerra", lembrando o conflito no Médio Oriente, que "deve ser resolvido o mais rapidamente possível".

A escolha de Figo para o cargo de embaixador, segundo o presidente do Comité Português da Unicef, Manuel Pina, deveu-se aos seus "êxitos desportivos, enorme simpatia, influência entre as camadas jovens e preocupação com as pessoas que passam maiores dificuldades".

Entre as funções de embaixador estão incluídas a defesa da causa da infância, promoção e participação em campanhas de informação e sensibilização sobre o trabalho da Unicef e apoio a iniciativas culturais e de recolhas de fundos.