Um dos fundadores do PS

Morreu Gustavo Soromenho

O advogado Gustavo Soromenho, um dos fundadores do Partido Socialista português, morreu hoje, com 93 anos, em Lisboa na sua residência, disse à Lusa um familiar.

Filho e neto de republicanos, à excepção da sua mãe que era monárquica e católica, Gustavo Soromenho foi um dos fundadores do Movimento de Unidade Democrática (MUD), em 1945, e do Partido Socialista, em 1973, na Alemanha.Fez a instrução primária no Colégio Fratelense - o nome da escola deriva dos proprietários serem do Fratel, na Beira Baixa, tal como o avô de Soromenho - e entrou, aos nove anos, para o Liceu Gil Vicente, onde conheceu Manuel Mendes, com quem viria a fundar anos mais tarde o MUD. Durante o liceu, frequenta a revista "Seara Nova", na Rua do Mundo, em Lisboa, onde assiste, conversa e discute com personalidades como Raul Brandão, Rodrigues Miguéis, António Sérgio, Câmara Reis e Mário Castro.
Esteve preso devido à oposição ao regime de Salazar, mas depois do 25 de Abril nunca aceitou um cargo político.
Mário Soares, que o conheceu quando o ex-Presidente da República integrou o MUD e fundou o MUD juvenil, lembrou o amigo à TSF e elogiou a sua serenidade, ironia e inteligência. Mário Soares foi ainda advogado e companheiro de escritório de Soromenho, que o acompanhou também no exílio.
"Foi durante 50 anos um amigo queridíssimo de todas as horas, as boas e as más", recordou Mário Soares.