Ataque terrorista aos EUA

Acções dos bancos japoneses em queda acentuada

As acções dos bancos foram as mais atingidas com a queda acentuada que se registou nas primeiras horas de actividade da Bolsa de Tóquio, causada pelos atentados terroristas contra os EUA.

Os títulos do Mizuho Holdings Inc, maior grupo bancário do mundo, caíram 6,67 por cento, os do Mitsubishi Tokyo Financial Group perderam 5,1 e os da UFJ Holdings desvalorizaram-se 7,15.No primeiro caso, trata-se de uma situação especial, pois três membros do grupo bancário, o Dai-Ichi Kangyo Bank (DKB), o Fuji Bank e o Industrial Bank of Japan (IBJ), possuíam escritórios nas torres gémeas do World Trade Center, que ruíram após o embate de dois aviões desviados por terroristas. Situação semelhante vivem mais 13 bancos nipónicos, com representações nos edifícios destruídos.
Segundo a Reuters, o DKB e o BJ já confirmaram que todos os seus 182 funcionários se encontram em segurança, enquanto o Fuji Bank já sabe do paradeiro de 113 dos seus 125 bancários.