Divergências na administração

Situação dos Estaleiros de Viana provoca demissão na Empordef

Gestão dos Estaleiros Navais de Viana esteve na origem da demissão Paulo Ricca

O administrador da Empordef Luís Miguel Novais pediu a demisssão do cargo em divergência com os restantes gestores sobre a forma como está a ser acompanhada a situação dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

Nomeado no ano passado para a empresa que gere as participações do Estado na indústria de Defesa, Luís Miguel Novais explicou que “não podia continuar a compactuar com a inércia da administração da holding em tomar decisões sobre o futuro e a gestão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo”.

A gota de água foi a forma como foi conduzida a negociação com a empresa Douro Azul, com uma proposta para a construção de quatro navios-hotel por quase 50 milhões de euros apresentada apenas a 29 de Fevereiro, “quando existia um contrato-promessa assinado desde 24 de Novembro”.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues