As boas notícias é que em 2016 se não se considerassem medidas extraordinárias, nomeadamente com origem na banca, a dívida pública ter-se-ia reduzido 1,7 pontos percentuais do PIB.

  • As boas notícias é que em 2016 se não se considerassem medidas extraordinárias, nomeadamente com origem na banca, a dívida pública ter-se-ia reduzido 1,7 pontos percentuais do PIB.

  • Mercados reagem positivamente a passagem de Macron à segunda volta e juros da dívida portuguesa estão entre os que mais descem. PSI 20 fecha a subir 2,48%

  • Agência que segura financiamento do BCE a Portugal reafirma rating de BBB (baixo).

  • Moeda britânica volátil antes e depois da declaração surpresa de Theresa May. Manhã de quedas a rondar 1% nas praças europeias.

  • No seu cenário base, o Governo está a contar com uma redução progressiva do peso da despesa pública com juros no PIB e com a manutenção da ajuda do BCE. Mas faz cálculos para os riscos.

  • Mora também abandonou o conselho de administração da Oi, anuncia a CMVM.

  • Janet Yellen revelou que se a economia norte-americana continuar a crescer, o aumento poderá acontecer nos próximos dias 14 e 15 de Março.