Fundir disciplinas. Alternar semanas normais de trabalho, com semanas a trabalhar um só tema. Estes são apenas dois dos modelos propostos pelo Ministério da Educação. Às escolas cabe decidir.

  • Capitão que liderava o grupo de instrutores deverá ser interrogado na segunda-feira e indiciado por abuso de autoridade e ofensa à integridade física. Caso das mortes do curso 127 dos Comandos em Setembro passará a ter dez arguidos.

  • Cinco jornalistas do PÚBLICO deixam cinco sugestões que valem a pena ler na imprensa internacional. A filosofia, a violência, os digests mediáticos, os miúdos espevitados e a vírgula que valia dinheiro.

  • Um guia para as mudanças que começarão a ser aplicadas em algumas escolas no próximo ano lectivo.

  • Fundir disciplinas. Alternar semanas normais de trabalho, com semanas a trabalhar um só tema. Estes são apenas dois dos modelos propostos pelo Ministério da Educação. Às escolas cabe decidir. Experiência de “flexibilização” arranca só em algumas, no próximo ano.

  • Militares envolvidos trocam fardamento habitual por equipamentos de protecção individual específicos para o exército.

  • Dezenas de docentes protestaram esta quarta-feira em frente ao Ministério da Educação. Em causa estão 67 professores do ensino artístico especializado público que reúnem condições para o efeito.

  • Obrigação decorre de directiva comunitária que exige intercâmbio de dados desde Janeiro de 2013. Portugal está há mais de quatro anos em incumprimento.