Sepp Kuss reforça contingente de “estrelas” da Volta ao Algarve

Vencedor da última Volta a Espanha junta-se a nomes como Remco Evenepoel, Wout van Aert e Geraint Thomas.

Foto
Sepp Kuss regressa ao Algarve depois da presença em 2017 EPA/Manuel Bruque
Ouça este artigo
00:00
02:17

O norte-americano Sepp Kuss, vencedor da Vuelta 2023, vai juntar-se a ciclistas de elite como Remco Evenepoel, Wout van Aert e Geraint Thomas na Volta ao Algarve, de acordo com o anúncio feito esta quinta-feira na apresentação da 50.ª edição da "Algarvia".

O gregário da Visma que a Volta a Espanha converteu em líder regressa à prova portuguesa, que disputou em 2017, com as cores da Rally Cycling, a equipa do segundo escalão mundial que representou antes de dar o salto para o WorldTour na formação neerlandesa.

A Visma trará à "Algarvia" duas das suas três figuras - só falta o bicampeão do Tour, o dinamarquês Jonas Vingegaard -, já que também esta quinta-feira foi confirmada a presença do todo-o-terreno Wout van Aert, um dos ciclistas mais espectaculares do pelotão, a par do compatriota Remco Evenepoel.

O belga da Soudal Quick-Step, que será "escoltado" pelo espanhol Mikel Landa, é candidato a repetir os triunfos de 2020 e 2022, numa lista de pré-inscritos que inclui outro bicampeão, o galês Geraint Thomas (Ineos), vencedor em 2015 e 2016 e actual vice-campeão do Giro.

Com um historial invejável na Volta ao Algarve - conquistou a geral em cinco ocasiões, a última das quais no ano passado, com Daniel Martínez -, a Ineos apresenta-se nesta edição com um elenco de luxo, nomeadamente o campeão olímpico de "cross country", o britânico Thomas Pidcock, o italiano Filippo Ganna, multimedalhado na pista e na estrada, e o promissor neerlandês Thymen Arensman.

O campeão de 2023 também vai defender o título, desta vez com as cores da BORA-hansgrohe, num "sete" que conta ainda com o também colombiano Sergio Higuita, vencedor no alto do Malhão em 2022.

O lote de candidatos à vitória final é integrado ainda pelo britânico Tao Geoghegan Hart, outro ex-Ineos e vencedor do Giro2020, assim como pelos portugueses João Almeida (UAE Emirates) e Rui Costa (EF Education).

Outras figuras que passarão pela 50.ª "Algarvia" são Magnus Cort Nielsen (Uno-X), vencedor de duas etapas na edição anterior, o suíço Stefan Küng (Groupama-FDJ), o melhor no "crono" no ano passado (e em 2019), e o sprinter francês Arnaud Démare (Arkéa).

A Volta ao Algarve decorrerá entre 14 e 18 de Fevereiro, ligando Portimão ao alto do Malhão, num total de 752,7 quilómetros.

Sugerir correcção
Comentar