O Estado-patrão “a correr atrás do prejuízo”

O Governo começou a legislatura com o desígnio de valorizar os trabalhadores mais qualificados do Estado e em tornar a administração pública mais atractiva para os mais jovens.

Ouça este artigo
--:--
--:--

Está escrito preto no branco. O Governo começou esta legislatura, a da maioria absoluta, com um grande desígnio para a administração pública: valorizar os trabalhadores mais qualificados que já trabalham no Estado e torná-lo mais atractivo para os mais jovens.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Ler 32 comentários