Ciclone faz 11 mortos e deixa 15 desaparecidos no sul do Brasil

O Rio Grande do Sul foi o estado mais atingido pela passagem do fenómeno meteorológico que também provocou chuva forte em Santa Catarina. Entre os mortos está um bebé de quatro meses.

inundacoes,mau-tempo,mundo,meteorologia,brasil,catastrofes-naturais,
Fotogaleria
Uma das mortes foi em Caraá MAURICIO TONETTO/PALACIO PIRATIN/Reuters
inundacoes,mau-tempo,mundo,meteorologia,brasil,catastrofes-naturais,
Fotogaleria
Em São Leopoldo morreram duas pessoas DIEGO VARA/Reuters
inundacoes,mau-tempo,mundo,meteorologia,brasil,catastrofes-naturais,
Fotogaleria
Outra vista aérea de Caraá, uma das localidades mais atingidas MAURICIO TONETTO/PALACIO PIRATIN/Reuters
inundacoes,mau-tempo,mundo,meteorologia,brasil,catastrofes-naturais,
Fotogaleria
Em alguns municípios, a quantidade de chuva ultrapassou em quase duas vezes o previsto para o mês Reuters/MAURICIO TONETTO/PALACIO PIRATIN
Ouça este artigo
--:--
--:--

Pelo menos 11 pessoas morreram até o início da noite de sábado no estado brasileiro do Rio Grande do Sul, por causa da passagem de um ciclone extratropical pelo litoral gaúcho. Segundo a Defesa Civil estadual, outras 15 pessoas estavam desaparecidas. Também havia 2.330 desabrigadas (em abrigos públicos) e 602 desalojadas (em casas de familiares ou amigos).

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Comentar