Argentina

O rosto de Messi cresce num campo de milho — com a ajuda de um algoritmo para agricultura

A imagem foi criada usando um algoritmo que calculou onde as sementes deveriam ser colocadas para que, quando crescessem, dessem origem ao rosto de Lionel Messi. 

O rosto de Messi nasce num campo de milho. A imagem foi criada usando um algoritmo que calculou onde as sementes deveriam ser colocadas. Reuters/AGUSTIN MARCARIAN
Fotogaleria
O rosto de Messi nasce num campo de milho. A imagem foi criada usando um algoritmo que calculou onde as sementes deveriam ser colocadas. Reuters/AGUSTIN MARCARIAN

Lionel Messi foi imortalizado na Argentina, com tributos que vão desde tatuagens a murais, depois de ter ajudado a selecção nacional a vencer o Mundial. Agora, a sua cara pode ser vista do céu — num campo de milho. A imagem, em Los Condores, Córdoba, foi criada usando um algoritmo que calculou onde as sementes deveriam ser colocadas para que, quando crescessem, dessem origem ao rosto de Messi. 

"Para mim, o Messi é imbatível", diz Maximiliano Spinazze, o agricultor que plantou as sementes como uma celebração da vitória da equipa, a primeira desde que Diego Maradona lá estava, em 1986. "Agora, somos campeões do mundo. Estou maravilhado que isto possa estar à mostra numa plantação."

O país sul-americano, aficionado do futebol, é um dos maiores produtores agrícolas e o terceiro maior exportador de milho. A agricultura é a principal fonte de exportação, mas o futebol é o principal motivo de fama. Carlos Faricelli, engenheiro agrícola, codificou as máquinas que permitiram que plantassem as sementes no sítio correcto, com áreas com maior densidade de sementes do que outras. "Tive a ideia de fazer o código que ia plantar as sementes e criar a cara do Messi como um tributo", explicou, acrescentando que o código está disponível para todos os agricultores "que se atrevam a plantá-lo". 

Recorrendo a ferramentas de geocodificação, a maquinaria sabe quantas sementes deve colocar por metro quadrado, de forma a criar o contraste para as diferentes partes do rosto, referiu Faricelli. "Quando o milho crescer e for tirada uma fotografia aérea, nos sítios onde a plantação estiver mais junta e o solo menos visível poderá ver-se um verde mais intenso, que vai contrastar com os pontos em que há menos sementes. E assim se cria este tipo de arte com agricultura."

O rosto de Messi nasce num campo de milho. A imagem foi criada usando um algoritmo que calculou onde as sementes deveriam ser colocadas.
O rosto de Messi nasce num campo de milho. A imagem foi criada usando um algoritmo que calculou onde as sementes deveriam ser colocadas. Reuters/AGUSTIN MARCARIAN