James Diamond, o homem do gelo

A Diamond Ice não transforma água em diamantes, mas promete servir gelo como tal. Cristalino e em bruto.

Foto
James Diamond NELSON GARRIDO

É um gelo lento, denso, transparente. Um gelo que não cola nas mãos, suave, escorregadio. Sedutor, até —​ custa resistir e não tocar no grande bloco glacial que se apresenta à nossa frente, acabado de sair da arca. Arestas aguçadas e um frio cortante só amaciado pelo alumínio, o elemento que o derrete para o moldar automaticamente. Como perfeitas esferas, por exemplo.

Sugerir correcção
Comentar