Universidade de Trás-os-Montes quer formar 40 médicos por ano a partir de 2024

Novos clínicos querem “promover o equilíbrio entre o litoral e o interior” no SNS. Proposta está nas mãos da agência de acreditação do ensino superior juntamente com outra da Universidade de Aveiro.

Foto
A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro tem ainda de aguardar a decisão sobre o novo curso de medicina Jose Fernandes

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) quer passar a formar 40 novos médicos por ano, a partir do ano lectivo 2024/25. A instituição de ensino superior já submeteu a proposta de um novo curso de Medicina à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), juntando-se assim à Universidade de Aveiro, que, em Setembro, já tinha iniciado o processo para alargar a formação superior de clínicos no ensino público.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários