“Estamos a assistir a uma contracção brutal das pessoas em idade de procriar”

Paulo Machado, da Associação Portuguesa de Demografia, diz que os Censos 2021 apontam uma crise demográfica sem paralelo na história. E, claro, o tema devia estar a ser discutido no Parlamento.

Foto
Paulo Machado, presidente da Associação Portuguesa de Demografia

A recessão demográfica do país não tem qualquer paralelo na história e o país tem de assumir “sem pruridos” uma política de repovoamento do interior, defende Paulo Machado, presidente da Associação Portuguesa de Demografia, a propósito dos Censos 2021 que, além de mostrarem 20% da população está amontoada em 1,1% da área do território, apontam uma forte erosão das pessoas abaixo dos 39 anos de idade, o que deixa o país refém de um duplo condicionamento: a não renovação geracional e a não renovação da população em idade activa.

Sugerir correcção
Ler 41 comentários