Presuntos implicados

Muitas vezes, postos perante uma informação chocante, o nosso instinto imediato não é o de achar que talvez ela seja demasiado absurda para ser verdade; é, pelo contrário, o de acreditar e partilhar.

Nessa Disneylândia da indignação que são as redes sociais, uma das atracções do último fim-de-semana foi a “descoberta” de que na quarta-feira anterior, dia do centésimo aniversário do nascimento de José Saramago, a viúva, Pilar del Rio, o primeiro-ministro, António Costa, o ministro da Cultura, Adão e Silva, e um seu antecessor na pasta, José António Pinto Ribeiro, se juntaram no restaurante Solar do Presuntos para um faustoso almoço de nove mil e quatrocentos euros, regado a Château Petrus e pago pelo eternamente prestável contribuinte português. A prova? Uma montagem de duas fotografias: uma do grupo de convivas, retirada da página do Facebook do próprio restaurante, e outra de uma conta com o tal valor, que alguém suportou no mesmo local e no mesmo dia.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários