Morreu António da Cunha Telles, instigador de múltiplas aventuras cinematográficas

Figura fundamental do Cinema Novo português, foi também importantíssimo o seu papel como distribuidor: através dele nos chegaram filmes de Eisenstein ou Godard. Deixou uma longa-metragem por estrear.

cultura,cinema-novo,obituario,cinema-portugues,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
António Cunha Telles em entrevista, em 2014 Rui Gaudêncio
cultura,cinema-novo,obituario,cinema-portugues,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
António Cunha Telles na filmagem do seu último trabalho, em 2021 Rui Gaudêncio
cultura,cinema-novo,obituario,cinema-portugues,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
Rui Gaudêncio

António da Cunha Telles, realizador, produtor, figura fundamental do lançamento do Cinema Novo português, morreu na noite de quarta-feira num hospital de Lisboa, aos 87 anos, de cancro. A notícia foi confirmada ao PÚBLICO por fonte familiar.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários