Aurélia de Sousa: dos famosos auto-retratos a obras que não se viam há décadas

Inaugurada esta quinta-feira no âmbito do centenário da morte da artista, a exposição Vida e Segredo mostra mais de 70 obras da artista, algumas agora redescobertas em colecções privadas.

Foto
Jezebel Devorada pelos Cães, de Aurélia de Sousa Rui Pinheiro©MNSR

A exposição Vida e Segredo. Aurélia de Sousa 1866-1922, comissariada por Maria João Lello Ortigão de Oliveira, abre esta quinta-feira no Museu Nacional de Soares dos Reis um programa de comemorações do centenário da morte da artista, que culminará em Junho de 2023 com o lançamento de um catálogo raisonné para o qual foram já identificadas cerca de 400 obras de pintura e desenho.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários