Nesta oficina, os móveis ganham nova vida e podem ser os lisboetas a restaurá-los

Nos workshops do Ripas, os lisboetas têm a oportunidade de aprender gratuitamente a restaurar móveis e, no fim, podem levá-los para casa.

#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa
Fotogaleria
O projeto RIPAS dá aos lisboetas a oportunidade de restaurar móveis que iriam para o lixo Guillermo Vidal
#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa
Fotogaleria
#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa Guillermo Vidal
#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa
Fotogaleria
#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa Guillermo Vidal
#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa
Fotogaleria
#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa Guillermo Vidal
#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa
Fotogaleria
#GBV-GuillermoVidal-Oito de Novembro-Workshop Restauro Mobiliàrio-Oficina Monstros - Câmara Municipal de Lisboa Guillermo Vidal

Não é difícil, para quem percorre as ruas de Lisboa, deparar-se aqui e ali com velhos móveis descartados, à espera da carrinha da autarquia que os recolhe. Há quem pegue neles e lhes dê outra cara, outro uso, outra casa. Mas há os que também gostariam de o fazer e se inibem pela “falta de jeito” ou total desconhecimento de como lidar com madeiras, ferros, pregos ou estofados. Para evitar que tudo acabe no lixo e ajudar quem os quer reaproveitar, surgiu o projecto Ripas, criado pela Oficina Monstros e pela Câmara de Lisboa. Neste espaço, objectos do passado de muitos lisboetas ganham nova vida.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários