Meu nome é Gal

A morte da cantora deixa um silêncio particular, porque são raras as vozes abertas, límpidas e com uma tamanha força.

Gilberto Gil, Caetano Veloso e Gal Costa tornam-se amigos em 1963 e iniciam a partir daí uma longa colaboração musical. Em 1964, um golpe de Estado derruba o Presidente democraticamente eleito e instala uma ditadura militar que dura até 1985. Opondo-se ao regime, Gil e Caetano participam no festival da canção de 1967 com músicas inspiradas, instigantes, diferentes de tudo o que se ouvia. Nesse mesmo ano, lançam com Gal Costa o movimento tropicalista, que se propunha expandir os horizontes da música brasileira, trazendo à canção de protesto elementos de rock, de cancioneiro regional brasileiro e da cultura urbana, num desafio pop às autoridades militares.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários