Não há igualdade de género na saúde e no bem-estar: “As mulheres normalizam a dor”

A prevalência das desigualdades de género no “conhecimento do corpo e das doenças” é uma das conclusões de um novo estudo.

Foto
Apenas 10% das mulheres portuguesas manifestam um alto nível de saúde mental UNSPLASH/EMMA SIMPSON

Há diferenças de género na saúde e bem-estar, com as mulheres a saírem prejudicadas relativamente “à dor e doenças crónicas ou doença mental”, conclui um estudo do Projecto Saúdes, apresentado nesta quinta-feira.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários