Há portugueses a tentar prolongar a vida de uma antiga cidade dos Estados Unidos

Mais de 5000 locais arqueológicos em 90 quilómetros quadrados. É a dimensão do monumento nacional de Wupatki, com mais de 2500 anos, nos Estados Unidos, que recebe a ajuda de uma equipa portuguesa.

Foto
Um dos locais do monumento nacional Wupatki, no Arizona (Estados Unidos) National Park Service

Paulo Lourenço descreve a preservação de monumentos como se de uma consulta médica se tratasse. É ele quem diz ao PÚBLICO que é a melhor forma de mostrar como funciona o seu trabalho. Começamos por reconstituir a história do paciente, fazemos o diagnóstico, depois o tratamento e, por fim, avançamos para a fase de controlo. Esta é a base de trabalho do engenheiro civil que tem em mãos um projecto quase único: a preservação do pueblo Wupatki, um monumento norte-americano em forma de cidade com mais de 5000 restos arqueológicos.

Sugerir correcção
Comentar