Sem apoio da DGArtes, Companhia Clara Andermatt poderá ter de “hibernar”

Com cinco concursos do Programa de Apoio Sustentado já tramitados, ficam à vista as consequências da concentração de financiamento nos projectos quadrienais. Resultados do teatro estão por anunciar.

Foto
Ensaio de Parece que o Mundo, inspirada na obra Palomar, de Italo Calvino, co-criação de Clara Andermatt e Joao Lucas, pela Companhia Clara Andermatt rui gaudencio

O anúncio dos resultados dos programas de apoio sustentado da Direcção-Geral das Artes (DGArtes) é, por regra, sinónimo de contestação. E este ano não é excepção, embora o Ministério da Cultura pudesse, com alguma legitimidade, esperar que o reforço de 79 milhões de euros face ao anterior ciclo de financiamento o deixasse mais resguardado.

Sugerir correcção
Comentar