O segredo dos outros

Falhar é essencial. Não é preciso cair da bicicleta: basta pôr um pé em falso, basta fazer figura de urso.

Não é só lembrar-me de ser adolescente e de achar que eu era um erro de mau gosto, uma vítima do humor macabro dos deuses, de me terem feito aterrar num mundo que não tinha lugar para mim, que se ria de tão fechado, como um mar congelado em pedra fria, incapaz de receber as minhas asas sem rachá-las.

Sugerir correcção
Ler 16 comentários