Foi fatal não confiar nos professores

Desde que há escolas que os professores devem estar sempre preparados para a prestação de duas contas: como gerem o programa da disciplina que leccionam e como avaliam os alunos. Contudo, e por influência das políticas neoliberais, aplicou-se aos professores uma espécie de inversão do ónus da prova.

Foto
Nelson Garrido

– É o Paulo Prudêncio? – perguntaram do outro lado da linha.

Sugerir correcção
Ler 15 comentários