Iémen assiste ao regresso da violência, após fracasso nas negociações para renovar trégua

Não foi o fim do conflito que os iemenitas esperam há oito anos, mas o cessar-fogo em vigor há seis meses permitiu-lhes voltar a respirar. Sem um novo acordo, milhões voltarão a estar em risco.

Foto
Limpeza das ervas daninhas num cemitério em Sanaa YAHYA ARHAB/EPA

As populações de Taiz, Marib e Dhale foram das primeiras a perceber que a trégua tinha fracassado. “A noite passada os confrontos recomeçaram em diferentes frentes em redor da cidade e a maior parte dos residentes de Taiz ouviu-os”, contou Abdulrahman Khalid ao jornal digital Middle East Eye. O falhanço das negociações para renovar a trégua entre as forças leais ao governo reconhecido internacionalmente no Iémen e as milícias houthis só foi anunciado na segunda-feira, mas muitos iemenitas souberam-no horas antes.

Sugerir correcção
Comentar