Descobrir essa “ideia nova” chamada Orfeu para além de José Afonso

O Projecto Orfeu mostra como a editora nascida no Porto, para sempre associada a José Afonso e Adriano Correia de Oliveira, era um universo mais vasto e mais complexo. Este sábado, inaugura na Arda Music Hub, onde se encontra instalada a Fonoteca Municipal do Porto, uma instalação que nos revela a história completa.

Foto
O Orfeu reuniu entre 1956 e 1983 um catálogo eclético, criando espaço para música que, até então, não tinha sido mediatizada DR

Todos a conhecem. Orfeu, histórica editora nascida no Porto por iniciativa de Arnaldo Trindade, casa de José Afonso e de Adriano Correia de Oliveira, selo que ofereceu ao 25 de Abril as duas senhas da revolução, Grândola vila morena e E depois do adeus. Essa é uma parte da história, não a história completa. Ora, é precisamente a história completa que nos preparamos para conhecer. Começaremos a descobri-la este sábado, quando o Projecto Orfeu, desenvolvido pelo INET-Md em parceria com a Esad-Idea (centro de investigação da Escola Superior de Artes e Design, em Matosinhos), se fizer instalação na Arda Music Hub, onde se encontra instalada a Fonoteca Municipal do Porto.

Sugerir correcção
Comentar