DGS propõe que vigilância da covid-19 seja semelhante à de outros vírus respiratórios no Inverno

“Para o próximo Outono-Inverno propõe-se uma transição de uma vigilância epidemiológica e laboratorial focada na covid-19 e na gripe para uma vigilância integrada de infecções respiratórias virais”, propõe a Direcção-Geral da Saúde. Este tipo de vigilância permite libertar médicos e enfermeiros.

Foto
Daniel Rocha

Monitorizar a evolução da epidemia de covid-19 mas apostando em simultâneo na vigilância de outras infecções respiratórias virais é o que preconiza a Direcção-Geral da Saúde (DGS) na sua proposta de plano para o próximo Outono-Inverno. Numa altura em que a epidemia de covid-19 está estabilizada em Portugal e os internamentos e a mortalidade apresentam uma “tendência decrescente”, o que se pretende é “aproximar” o modelo de vigilância epidemiológica da covid-19 ao da monitorização da gripe e de outros vírus respiratórios, explica, até porque se prevê a possibilidade de “ocorrência simultânea, ou sobreposição parcial, do pico da incidência da infecção por SARS-CoV-2 com o de outras doenças infecciosas respiratórias” nos próximos meses.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários