Árbitros implacáveis com os protestos: cultura de excessos levou à tolerância zero

Portugal não terá árbitros no Mundial do Qatar 2022 e o sector começou a nova época com medidas impopulares, mas “fundamentais” para “educar” e obter o respeito e reconhecimento desejados, o quanto antes.

Foto
LUSA/ESTELA SILVA

O International Football Association Board (IFAB) não fez alterações significativas às regras e leis do futebol para a época 2022-23, mas em Portugal – ainda a digerir a notícia crua e dura da ausência de árbitros lusos no Mundial do Qatar 2022 há um conjunto de recomendações que pretendem higienizar o ambiente na modalidade, mesmo que, no processo, isso se traduza em mais ruído e polémica.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários