Investimento em ciência atinge máximo histórico em Portugal, mas está abaixo da média europeia

O país investiu 3565 milhões de euros em ciência em 2021, segundo os dados provisórios que acabam de ser divulgados. O crescimento do investimento em ciência é maioritariamente suportado pelas empresas.

Foto
Também houve um aumento do número de cientistas em Portugal: são agora 56.202 Maria João Gala

Há novo máximo histórico de despesa total em investigação e desenvolvimento em Portugal: 1,69% do produto interno bruto (PIB). Em 2021, o país investiu 3565 milhões de euros em ciência, um crescimento de 10% face ao ano anterior anunciou esta sexta-feira o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, ao divulgar os dados provisórios do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional (IPCTN).

Sugerir correcção
Comentar