PS reduziu quase metade da dívida em seis anos

Comissão nacional do PS aprova hoje contas de 2021. Dívida a fornecedores fica saldada em Setembro e pagamentos aos bancos terminam em 2035.

Foto
Luís Patrão é o director financeiro do PS desde 2015 TIAGO PETINGA

Nos últimos seis anos, o PS reduziu a sua dívida global em 42%, passado de uma dívida de cerca de 16,5 milhões de euros, em 2015, para cerca de 9,5 milhões de euros, no final de 2021. Para esta diminuição contribuíram também as contas de 2021, que serão aprovadas hoje pela comissão nacional do partido e que, apesar de terem fechado com um resultado positivo, não permitem deixar cair a orientação de “rigor” que Luís Patrão, o director financeiro e membro do secretariado nacional, declarou ao PÚBLICO querer manter.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários