Congo enterra dente com coroa de ouro, o único resto mortal de Patrice Lumumba, o herói da independência assassinado

Entrega do único resto mortal do primeiro chefe do Governo acontece numa altura em que a Bélgica é pressionada a lidar com o seu passado colonial. Está agora no mausuléu de Lumumba em Kinshasa, a capital do país que ajudou a criar.

Foto
Cerimónia fúnebre de Patrice Lumumba em Kinshasa JUSTIN MAKANGARA/Reuters

O herói da independência da República Democrática do Congo Patrice Lumumba, que foi o primeiro chefe de Governo do país antes de ser assassinado em 1961, teve esta quinta-feira um funeral e os seus restos mortais postos num mausoléu no centro de Kinshasa, a capital do país que ajudou a criar.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários