Seis meses depois, músicos afegãos estão “cansados” de viver no hospital militar

Quando recebeu alunos do Instituto Nacional de Música do Afeganistão em Dezembro e os instalou no Hospital Militar de Belém, Governo disse que seriam transferidos para habitações autónomas. Continuam no mesmo local onde partilham quarto e não têm meios para preparar refeições. Director reconhece apoio do Governo mas espera que encontre solução permanente e autorizações de residência mais longas que os seis meses que foram dados e estão a expirar.

refugiados,sociedade,musica,taliban,afeganistao,
Fotogaleria
Numa das salas comuns do Hospital Militar de Belém Nuno Ferreira Santos
refugiados,sociedade,musica,taliban,afeganistao,
Fotogaleria
Ao centro, Bilal Asify, responsável por educação musical do ANIM. Atrás, da esquerda Mohammad Ramiz Safar, Sevinch Majadi e Shogofa Khan Nuno Ferreira Santos
NFS Nuno Ferreira Santos - 18 Maio 2022 - raparigas refugiadas afgas do instituto nacional de musica do afganistao que vieram para portugal comprotocolo a terem aulas de portugues�
Fotogaleria
Na primeira fila, à esquerda, Farida corrige o trabalho de casa Nuno Ferreira Santos
NFS Nuno Ferreira Santos - 18 Maio 2022 - raparigas refugiadas afgas do instituto nacional de musica do afganistao que vieram para portugal comprotocolo a terem aulas de portugues�
Fotogaleria
Hadia gosta de desenhar e de ler Nuno Ferreira Santos
NFS Nuno Ferreira Santos - 18 Maio 2022 - raparigas refugiadas afgas do instituto nacional de musica do afganistao que vieram para portugal comprotocolo a terem aulas de portugues�
Fotogaleria
A professora Marta Couto ensina vocabulário sobre comida portuguesa Nuno Ferreira Santos

Nos corredores da escola secundária Marquês de Pombal, na Ajuda, ouvem-se os toques repetidos de instrumentos diferentes. Em ensino articulado com a Escola Artística de Música do Conservatório Nacional, é este o lugar onde estudam os alunos do Instituto Nacional de Música do Afeganistão (ANIM, na sigla em inglês), que em Dezembro o Governo acolheu.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários