O iminente desfecho da “modernização” do Tratado da Carta da Energia: a saída é a melhor solução

Consciente da incompatibilidade do TCE com as exigências climáticas, a UE promoveu uma “modernização” deste perigoso tratado. O processo, porém, padeceu do ditame da unanimidade, num clube de mais de 50 países. Não surpreende que o resultado fique muito aquém dos objectivos.

Foto
EPA/Robert Perry

Foi longo e opaco o processo de “modernização” do obsoleto Tratado da Carta da Energia (TCE), cujo resultado será dado a conhecer no próximo dia 24 de Junho.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários