Moncho López deixa comando da equipa de basquetebol do FC Porto

O treinador estava há 13 anos nos “azuis e brancos”.

Foto
Moncho Lopez LUSA/MANUEL FERNANDO ARAÚJO

O espanhol Moncho López, treinador da equipa de basquetebol do FC Porto, anunciou neste sábado que vai deixar o cargo, pondo fim a uma ligação de 13 anos consecutivos ao emblema “azul e branco”.

“Está falado com os meus chefes. Agradeço muito o interesse deles, mas é o fim da minha etapa como treinador do FC Porto. Acabo o meu contrato em 30 de Junho e necessito parar de treinar em Portugal”, disse o técnico de 52 anos, no final da quarta partida do play-off com o Benfica, que os “dragões” perderam (91-63), permitindo aos “encarnados” festejarem a conquista do título nacional desta época.

Moncho Lopez agradeceu “à direcção do clube a confiança dada durante tantos anos” e assumiu “não estar preparado para ser adversário do FC Porto durante muito tempo”.

“Dá-me pena sair, mas a secção está tão bem entregue e com ideias tão claras, que tenho a certeza que vai continuar a marcar presença em todos os pontos altos, a jogar finais do campeonato e provavelmente a vencer”, afirmou.

O treinador espanhol, que também foi seleccionador de Portugal, disse que o FC Porto passa a ser o seu clube “para sempre” e demonstrou tristeza por não se despedir do clube com o título nacional desta temporada.

“Foi a etapa mais feliz da minha vida a nível pessoal e profissional, também me sinto triste que isto acabe com uma derrota, num jogo em que e equipa não conseguiu competir”, afirmou emocionado.

Sobre o seu futuro, Moncho López disse que está preparado “para parar ou continuar a treinar no estrangeiro”, falando em “interesse de outras equipas, nomeadamente de Espanha”.

Sugerir correcção
Comentar