Sébastien Allard: “A identidade da arte portuguesa pode muito bem ser esse encontro entre o Norte e o Sul”

O responsável pelo Departamento de Pintura do Museu do Louvre vê a exposição A Idade de Ouro da Renascença Portuguesa como uma oportunidade para que os franceses revalorizem a arte deste país além-Pirenéus, montanha que têm dificuldade em ultrapassar.

Foto
O icónico auto-retrato de Nicolas Poussin viajará em Outubro para Lisboa, como contrapartida da cedência de obras para a actual exposição de arte portuguesa no Louvre DR

Para o responsável pelo Departamento de Pintura do Museu do Louvre, Sébastien Allard, a exposição que agora se inaugura no museu parisiense pode ser o início de uma descoberta. “Esta exposição confronta o olhar francês com algo ao mesmo tempo conhecido e desconhecido, e isso é interessante”, sublinha nesta curta entrevista ao PÚBLICO em que destaca a colaboração da instituição francesa com o Museu Nacional de Arte Antiga [MNAA], em Lisboa.

Sugerir correcção
Comentar