Reverso: um ícone da Jaeger-LeCoultre a cruzar beleza e funcionalidade há mais de 90 anos

A partir do vale de Joux, criam-se obras de arte no verso dos relógios, num modelo elegante que se soube tornar intemporal e promete continuar a ser um ícone da relojoaria nas décadas vindouras.

impar,joalharia,consumo,moda,design,suica,
Fotogaleria
O Reverso DR
impar,joalharia,consumo,moda,design,suica,
Fotogaleria
O mecanismo do Reverso DR
impar,joalharia,consumo,moda,design,suica,
Fotogaleria
A gravação do Reverso DR
impar,joalharia,consumo,moda,design,suica,
Fotogaleria
Para o processo de personalização, a caixa tem de ser desmontada DR
,Ver
Fotogaleria
A manufactura fundada por Antoine LeCoultre em 1833 DR
,Ver
Fotogaleria
Um Reverso de três faces DR
Jaeger-LeCoultre
Fotogaleria
A caixa do Reverso DR

O caminho para o vale de Joux, na Suíça, faz-se pelas montanhas cobertas de neve, apesar do sol que brilha. As curvas e contracurvas conduzem a um dos pulmões da relojoaria suíça, casa da marca histórica Jaeger-LeCoultre. “Há sítios especialistas em fazer vinhos, aqui somos em fazer relógios”, dirá, mais tarde, com humor, o director de design de produto da maison, Lionel Favre. A imponente manufactura que se ergue diante do olhar é a confirmação da grandeza da tradição do vale. E o protagonista desta visita é só um: o Reverso, um ícone da relojoaria desde 1931.

Sugerir correcção
Comentar