Mortes por AVC aumentaram no primeiro ano da pandemia

Acidentes vasculares cerebrais continuaram a ser a principal causa de morte em Portugal em 2020 e aumentaram 4,2% em relação a 2019. Taxa de mortalidade por doenças do aparelho circulatório atingiu “o valor mais elevado” da última década, revela o Instituto Nacional de Estatística.

Foto
Paulo Pimenta

De que morreram os portugueses no primeiro ano da pandemia? Sobretudo de doenças do aparelho circulatório, de tumores malignos e de patologias do aparelho respiratório, que continuaram a ser os grandes grupos de causa de morte em 2020, como habitualmente. A diferença é que em 2020 surgiu uma nova causa de morte, a covid-19. E, na síntese que esta segunda-feira divulgou com a análise da mortalidade em 2020, o INE destaca que Portugal registou 7125 óbitos devido à covid-19, doença que constituiu a “segunda principal causa de morte no ano”, correspondendo a 5,8% do total dos óbitos.

Sugerir correcção
Ler 18 comentários