Portugueses criaram sistema que traz espécies marinhas vivas do fundo do mar

Nos últimos dias, um consórcio de investigadores portugueses testou um sistema para captura e conservação de espécies marinhas de profundidade. Resultado: conseguiu-se recolher animais a praticamente 1000 metros e mantê-los vivos, bem como transferi-los para um aquário.

ciencia,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,oceanos,biologia,
Fotogaleria
Câmara hiperbárica a ser lançada para um mergulho DR
ciencia,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,oceanos,biologia,
Fotogaleria
Nos testes com a câmara hiperbárica DR
ciencia,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,oceanos,biologia,
Fotogaleria
Nos testes com a câmara hiperbárica DR
ciencia,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,oceanos,biologia,
Fotogaleria
Imagem do aquário que também foi usado nos testes DR

E se trouxéssemos à superfície animais marinhos de profundidade e conseguíssemos manter, tal e qual, as suas condições de vida? Foi precisamente isso que um consórcio de investigadores portugueses fez: desenvolveu um novo sistema hiperbárico para captura e conservação de espécies marinhas de profundidade. Os testes a esta tecnologia decorreram a bordo do navio de investigação Mário Ruivo nos últimos dias e mostraram que o sistema funciona.

Sugerir correcção
Comentar